Quais são os benefícios para quem faz exercício físico?

É fato que os brasileiros estão cada vez mais preocupados com a saúde corporal. No ranking mundial de academias, o Brasil é um dos primeiros entre os países com maior quantidade de academias. ¹

O exercício físico traz inúmeros benefícios à saúde e, a nutrição tem um papel fundamental na proteção contra os radicais livres que podem causar lesões musculares devido ao esforço realizado. ²

O consumo de vitaminas e minerais está associado aos benefícios para o metabolismo energético, defesa antioxidante, resposta imune, reparação e crescimento tecidual e muscular, além da saúde óssea.³

Confira os benefícios das vitaminas e minerais envolvidos na atividade física:

  • VITAMINAS DO COMPLEXO B
    (B1, B2, B3, B5, B6, B7,B9, B12)

    Ajudam as células a converterem carboidrato em energia, sendo fundamental no gasto calórico. Além disso, elas atuam na circulação, na utilização de aminoácidos e na prevenção da fadiga.4,5

  • VITAMINA C

    Potente antioxidante e está relacionado à imunidade e à produção de colágeno.6

  • VITAMINA E

    Potente antioxidante que auxilia no sistema imune, na redução da fadiga e das lesões musculares.7

  • VITAMINA D

    Estudos mostram que a Vitamina D proporciona: melhor desempenho físico, melhor recuperação muscular, menor percentual de gordura corporal e um aumento da massa magra.8

  • ZINCO, MAGNÉSIO E CROMO

    Aumento do desempenho e força muscular durante o treino.9

  • CÁLCIO

    Ativa a utilização de gordura para geração de energia.10

  • FERRO e COBRE

    Transporte e armazenamento de oxigênio no músculo e sua utilização durante a contração muscular. O cobre está envolvido no metabolismo do Ferro.10

A ação antioxidante promovida por vitaminas e minerais, em sua maioria, não age de forma isolada. Sendo assim, o uso de compostos contendo vitaminas e minerais antioxidantes se mostra muito eficaz, principalmente na redução dos danos causados pelo estresse oxidativo celular observado em exercícios físicos intensos, prolongados e exaustivos.

Consulte um profissional da saúde.

Bibliografias

1. CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Academias de ginástica: mercado em constante crescimento. Revista Educação Física. 2015;58:13. 2. Cruzat VF, et al. Amino acid supplementation and impact on immune function in the context of exercise. Journal of the International Society of Sports Nutrition. 2014;11(61):1-13. 3. Finley JW, et al. Antioxidants in foods: state of the science important to the food industry. The Journal of Agricultural and Food Chemistry. 2011;59:6837-46. 4. Maihara VA, et al. Avaliação Nutricional de Dietas de Trabalhadores em Relação a Proteínas, Lipídios, Carboidratos, Fibras Alimentares e Vitaminas. Ciência e Tecnologia de Alimentos. 2006;16(3):672-7. 5. Vannucchi H, Cunha SF. Funções Plenamente Reconhecidas de Nutrientes - Vitaminas do Complexo B: Tiamina, Riboflavina, Niacina, Piridoxina, Biotina e Ácido Pantotênico. ILSI Brasil, 2009. 6. Levine M, Padayatty SJ, Espey MG. Vitamin C: a concentration-function approach yields pharmacology and therapeutic discoveries. Adv Nutr. 2011;2(2):78-88. 7. Viebig RF, Nacif MA. Nutrição aplicada à atividade física e ao esporte. In: Silva SMCS, Mura JDP. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. 2ª edição. Roca. 2010. p. 208-255. 8. Ferrarini P, Macedo RC. Vitamina D no esporte e saúde. RBNE - Revista Brasileira De Nutrição Esportiva. 2015;9(50)150-63. 9. Lukaski HC. Magnesium, zinc, and chromium nutriture and physical activity. Am J Clin Nutr. 2000;72(2 Suppl):585S-93S. 10. Huskisson E, Maggini S, Ruf M. The role of vitamins and minerals in energy metabolism and well-being. J Int Med Res. 2007;35(3):277-89. 11. Petry ER, Alvarenga ML, Cruzat VF, Toledo JO. Suplementações nutricionais e estresse oxidativo: implicações na atividade física e no esporte. Rev Bras Ciênc Esporte. 2013;35(4):1071-92.